6 passos básicos para acertar na comunicação do seu negócio | Verlindo

6 passos básicos para acertar na comunicação do seu negócio

6 passos básicos para acertar na comunicação do seu negócio

Image for 6 passos básicos para acertar na comunicação do seu negócio

Navegue nos assuntos

O começo do ano é o momento ideal para tirar projetos do papel. E se você vai iniciar ou retomar sua comunicação agora, nós listamos seis passos básicos para otimizar seus investimentos e ver as coisas acontecerem!

1- Torne sua marca memorável

O mercado está cheio de marcas atraindo a atenção do seu público e para concorrer com elas você precisa se diferenciar.

Para isso, sua marca precisa de identidade própria e ser capaz de transmitir com excelência o que o seu negócio oferece. Já do ponto de vista técnico, ela precisa ser adaptável aos diversos canais, online e offline.

Assim ela vai conquistar até aquela pessoa que está passando pelo feed do instagram no piloto automático.

Clique na imagem para ver o case do Na Cozinha

2- Não esqueça do site

Criou-se um mito de que o site acabou e que as redes sociais bastam. Isso não é verdade!

As redes sociais desempenham um ótimo impacto imediato e diário, mas só o site vai dar suporte na hora de “explicar” a empresa e aprofundar a experiência oferecida.

E ele se torna ainda mais essencial se o produto for intangível, como uma empresa de consultoria, uma clínica com múltiplas especialidades… Quanto mais você precisa educar o público sobre os seus benefícios, mais um site se torna relevante, pois a tomada de decisão é mais complexa.

Por exemplo. Não seria possível comunicar toda a oferta de serviços do Instituto de Câncer de Brasília – ICB apenas pelas redes sociais. Muito menos explicar a quem se destina o trabalho do Aroeira Salles Advogados e a importância de contar com a assessoria do escritório com posts no LinkedIn.

O site tem caráter documental, um discurso estruturado e aprofundado. É uma grande curadoria atemporal.

Clique na imagem para visualizar o site do ICB

Clique e confira o site do Aroeira Salles Advogados

3- Planeje bem o conteúdo das redes sociais

É lógico que uma marca precisa estar presente nas redes sociais, mas em qual delas? Dificilmente apenas uma vai suprir suas necessidades, por isso, o ideal é olhar para as suas características, entender o comportamento da sua audiência e testar.

Marcas corporativas funcionam melhor no LinkedIn, as que se sustentam muito pela imagem precisam do Instagram, e aquelas que engajam comunidades devem dar atenção especial ao Facebook.

Independente das escolhas, três palavras vão te guiar na produção de conteúdo para essas mídias: relevância, consistência, frequência.

Aqui não é um canal puramente de venda, é preciso alinhar o produto/serviço à necessidade do cliente (relevância), representá-lo fielmente – com uma foto ou um vídeo à altura do produto real (consistência) e manter uma frequência de posts. Sem esse planejamento, a própria rede social te coloca no fim da fila de alcance.

Uma estratégia que também precisa ser adotada é o uso das hashtags. Com elas, você consegue maior alcance e melhor engajamento para os seus posts. Mas sem exagero! Nada de incluir 30 hashtags genéricas só para aparecer. O objetivo é chegar no seu público, então foque nas mais buscadas do seu segmento – aqui vale dar aquela olhadinha no que o seu concorrente está fazendo – e as mais relevantes para a audiência.

E já que estamos falando em alcance, não aposte todas as fichas no orgânico. Perfis comerciais precisam sim investir em posts patrocinados. Mesmo que você tenha milhares de seguidores, em algum momento vai precisar promover um post. Tenho certeza que você já viu no seu feed um anúncio do Netflix, Spotify…

4- Seja encontrado!

Se você tem um site, vai querer ser achado, então que tal dar uma ajudinha para os buscadores?

Para isso, é preciso dar atenção ao trabalho de SEO (Search Engine Optimization), que nada mais é do que tornar os sites mais amigáveis para os sites de busca. O que isso quer dizer?

Seu site precisa ser estruturado em tópicos, semelhante aos capítulos de um livro, onde o visitante consegue identificar facilmente cada um deles, como um está ligado ao outro e achar rapidamente para onde quer ir.

Quanto melhor o SEO, mais fácil de ser achado nas buscas, e quanto mais fácil de ser achado, mais fácil de ser linkado por outras páginas e se tornar mais relevante aos buscadores.

5- Invista em Adwords

O trabalho de SEO também influencia na performance do Adwords, levando a anúncios mais competitivos e mais baratos.

Esse passo é essencial para o marketing de mecanismos de busca. Depois que você já apresentou sua marca, interagiu com seu público nas redes sociais e o aprofundou sobre sua empresa no site, os anúncios de Adwords dão suporte para atingir o cliente que já está buscando pelo seu serviço.

O cliente que está buscando no Google costuma ser mais assertivo e a fazer comparações rápidas (“isso é o que eu quero, a empresa é confiável, posso pagar o que eles pedem!”)

Para chegar nesse ponto, a coordenação de ações é fundamental. Ela prepara o consumidor para que, na hora de buscar, ele já saiba o que está querendo.

6- Ofereça uma experiência inesquecível ao cliente

Antes de comunicar, você tem que pensar no seu cliente e na experiência que vai oferecer a ele. Sua operação tem que estar sólida e em constante evolução, para conhecer cada vez mais o seu cliente e corrigir eventuais erros.

Esse processo vai alimentar a comunicação e mostrar como ela pode ser trabalhada nos diversos canais, online e offline. Isso é feito para construir uma relação com o seu público e não para te colocar como líder de mercado em pouquíssimo tempo. Uma relação deve ser fortalecida pela experiência e não medida em lucro.

Lembrando que nenhuma estratégia funciona sozinha. A comunicação eficaz é composta por um mix de soluções adaptadas ao seu negócio e seu constante monitoramento e calibragem.

E se você está precisando de uma mãozinha para a sua comunicação, entre em contato com a gente! Será um prazer conversar sobre o seu negócio.

Newsletter

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.