Comunicação Institucional: A solução para quando você tem um problema, mas não sabe qual | Verlindo

Comunicação Institucional: A solução para quando você tem um problema, mas não sabe qual

Comunicação Institucional: A solução para quando você tem um problema, mas não sabe qual

Image for Comunicação Institucional: A solução para quando você tem um problema, mas não sabe qual

Navegue nos assuntos

Se a sua empresa é de médio a grande porte, você já deve ter notado que seu problemas não são mais tão simples como antes. O crescimento veio, mas a impressão é que os clientes não notaram e isso está impactando negativamente em diversos setores. Embora você tenha percebido essa desproporção, não sabe muito bem sua causa, muito menos como resolver. A resposta está na comunicação institucional.

Comunicação desestruturada, público confuso, perdas significativas

É comum que empresas que começam a ter uma operação bem sucedida precisem estruturar sua comunicação, do contrário correm o risco de causar uma confusão na percepção de sua imagem.

A consequência disso é a perda quantitativa e qualitativa. O público entende pouco sobre a sua empresa e, eventualmente, compra menos por não perceber seu valor; e acredita que sua marca é menos do que ela realmente é.

É o caso de empresas que crescem e podem vender ou atender muito mais do que os seus clientes e parceiros imaginam. E uma busca na internet revela sites e redes sociais abandonados, ou que não dão a real noção do tamanho e potencial da marca. Isso é um sinal de que a comunicação institucional não está sendo bem trabalhada.

O principal desafio para solucionar essa questão é que o problema por trás desse sintoma é difícil de ser visualizado. Sua origem pode ser variada e é bastante complicado perceber quais são e como estão todas interligadas. Isso gera um sentimento de insuficiência. “Ora! estou investindo na minha operação, em publicidade, mas meu público não entende o que eu faço!”

Mas, se nem sempre é possível identificar o que há de errado, dá para perceber seus sintomas.

 

Sinais que merecem atenção

1) Histórico

Olhando para a história da sua empresa, você precisa perceber uma evolução conjunta. À medida que a operação vai crescendo, a comunicação precisa, necessariamente, acompanhar, como se cada passo dado fosse comunicado e à altura. Se houver um descompasso entre as duas, os resultados da operação podem ser prejudicados e começam a surgir problemas pouco palpáveis, como não ter seus diferenciais conhecidos, por exemplo.

2) Percepção

Esse é o exemplo que citamos no início do texto. Aqui, a empresa tem um entendimento de quais são os ativos de marca e o que faz dela melhor que a concorrência, mas isso não está estruturado na mente do empresário ou da equipe.

Dessa forma, a comunicação desses ativos é feita de forma fragmentada, sem estratégia unificada e o público tem dificuldade de perceber o valor da marca dentro de todas as suas dimensões de operação.

Se existe essa confusão, seu público tende a apenas se basear pela preço do serviço ou produto na hora da compra e optar pelo concorrente, pois ele não entende o valor daquilo que ele está pagando.

Um exemplo disso é o nosso case do Instituto de Câncer de Brasília – ICB. A clínica tinha capacidade para atender mais pacientes do que já atendia, oferecer variedade de consultas, exames e procedimentos, mas muitas das operadoras de saúde tinha uma percepção subdimensionada de tamanho, acreditavam que não havia capacidade para mais beneficiários.

3) Experiência pregressa

Agora vamos supor que você já percebeu seu histórico de evolução descompassado, que a percepção da sua marca não está compatível com o que você oferece e que precisa comunicar de forma estruturada, mas, ainda não encontrou uma agência de comunicação que fosse capaz de mapear os problemas e propor soluções eficazes.

Se você passou por isso, provavelmente ficou com a impressão de que comunicação é igual para qualquer empresa de qualquer segmento e que não vale a pena tentar algo diferente. Mas não é bem assim, e nós vamos mostrar como.

Voltamos aqui ao case do ICB para explicar melhor a complexidade da comunicação. Um dos objetivos era gerar mais consultas, e apenas esse elementos tinha duas vertentes. Para aumentar o número de pacientes, era preciso atuar em dois públicos: o próprio paciente e as operadoras de saúde, que são as grandes responsáveis pelo ganho de pessoas atendidas.

4) Equipe desconectada

É possível que seu time não tenha um entendimento totalmente claro da sua empresa. E isso pode acontecer em uma ou na combinação dessas dimensões: não entendem o valor da marca, não entendem como a marca gera valor e não entendem por que a marca gera esse valor.

Nesse vídeo, o palestrante e consultor Simon Sinek explica essas camadas através do conceito do “Círculo Dourado” [assista abaixo].

Se isso acontece, seu funcionário não está contribuindo com tudo o que ele pode para ajudar na sua percepção da sua marca.

Todos esses sintomas podem comprometer o objetivo final em diversos setores da empresa ou da própria marca de uma forma global.

A verdade é que ter uma empresa bem sucedida vem acompanhado de seus próprios desafios. E embora pareça impossível, há solução.

O primeiro passo é encontrar uma agência de comunicação que consiga entender e sintetizar de maneira competente as dimensões do seu negócio para que possa diagnosticar seus problemas, planejar e resolvê-los de forma efetiva.

Sua empresa está com algum desses sintomas? Você já percebeu que existe algum problema, mas não sabe qual? Então vamos conversar!

 

ilustração: Raphael de Medeiros

Newsletter

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.