Marketing e saúde: como fazer essa combinação gerar resultados | Verlindo

Marketing e saúde: como fazer essa combinação gerar resultados

Marketing e saúde: como fazer essa combinação gerar resultados

Image for Marketing e saúde: como fazer essa combinação gerar resultados

Navegue nos assuntos

Se você é um executivo ou profissional da área da saúde, já percebeu que este segmento está a cada dia mais competitivo. Ao lado de especializações, cursos e atualizações, saber se comunicar com o público também se tornou um pré-requisito para se destacar no mercado.

Neste post, vamos mostrar os melhores caminhos para que você transmita seus diferenciais, consiga alavancar sua reputação e aumente a captação de pacientes e clientes.

Por que você precisa se comunicar

O grande motivo do aumento da concorrência foi a mudança de cenário. Há algumas décadas, havia menos profissionais e era mais comum aquela ideia de “médico da família”. Este era o único ponto de contato entre pacientes e a área da saúde, sendo, portanto, onde todos buscavam informações e indicações sobre outros especialistas.

Somado a isso, a demanda por esses serviços era apenas reativa: paciente tem alguma dor/ sintoma/trauma e vai ao médico tratar.

Hoje, essas duas dimensões evoluíram.

Existe uma enorme oferta de profissionais, que também acontece (já há algum tempo) nas redes sociais e nos mecanismos de busca. Os pacientes sabem como e onde procurar por especialistas, e esse canais facilitam a busca.

Percebendo isso, médicos, dentistas, clínicas e grandes grupos de saúde desenvolveram estratégias para se diferenciarem e estar sempre em primeiro lugar nos resultados. Eles investem em marketing digital e muitos se lançam como produtores de conteúdo para YouTube e redes sociais, virando até grandes digital influencers. Notou como as dinâmicas nesse ambiente já estão estruturadas e competitivas?

E ainda temos o outro lado. O consumidor de saúde deixou de ser acidental para se tornar um consumidor aspiracional. As pessoas não procuram apenas por serviços de saúde quando estão com algum problema crítico, agora existe planejamento e a sociedade consome muito mais saúde ao longo da vida. Existe a vontade de realizar exames preventivos, tratamentos estéticos (como cirurgias plásticas, clareamento dental) e procedimentos que não são essenciais à saúde.

Resumindo, temos um mercado mais competitivo e um público mais exigente. E estar no topo da lista na hora em que paciente vai marcar a consulta exige alguns cuidados e medidas específicas.

A cara do mercado de saúde

O ponto mais decisivo aqui são os critérios estabelecidas pelos conselhos. É verdade que existem restrições, mas é preciso conhecê-las bem, se não você corre o risco de achar que praticamente nada é permitido em comunicação e acabar ficando, literalmente, atrás da concorrência. É fundamental saber trabalhar a imagem da marca da melhor forma e dentro as regras.

Lembra que falamos que a forma de “consumo” na saúde mudou? Então. A oferta de serviços também. Não existem apenas profissionais para atender às urgências, mas também os que absorvem os clientes que planejam um determinado tratamento. A comunicação para um paciente que precisa fazer uma cirurgia reparadora, por exemplo, é completamente diferente para quem tem o desejo de realizar um procedimento estético. Portanto, tem que entender a natureza do que você está oferecendo.

Isso está ligado diretamente ao próximo ponto: compreender o seu público. Aqui nós temos duas vertentes, o profissional que atende pelo plano de saúde e o particular.

Os que atendem exclusivamente pacientes particulares só precisam conhecer seu público. Quem eles são, quais são suas necessidades, suas expectativas com o serviço oferecido, o que os leva a te procurar, qual mídia eles mais consomem…

E o profissionais que possuem convênio, além dos pacientes, têm que se preocupar em conhecer  a fundo as operadoras de saúde. Precisam saber quais são suas necessidades e construir um relacionamento, uma boa reputação, pois elas desempenham um grande papel na captação de pacientes e merecem uma atenção especial.

O passo que antecede a comunicação

Antes de tudo, você deve buscar uma agência para desenvolver seu sistema de comunicação com bastante experiência nessa área, assim as etapas de conhecer regras dos conselhos e os caminhos para entender público e como funciona a lógica dos planos de saúde já estão vencidas. Daí, vamos partir para a prática!

A grande dica é: o que realmente conta é a experiência real, tudo o que o seu paciente vai viver em seu consultório. É ela que vai ser a base do seu sistema. Então, toda a rotina do seu serviço precisa estar estruturada, como atendimento padronizado ao público, espaço físico adequado,  a marcação de consultas, entre outros detalhes.

E uma boa agência vai dar atenção a isso, estudando o seu negócio, analisando como está acontecendo a operação e prestando consultoria sobre como “organizar a casa”. Só depois que se passa para a comunicação propriamente dita.

Criando um local para conversar com seu público

Com tudo organizado, chegou a hora de falar com seu paciente. O ideal é criar um espaço só seu, um local que servirá como centro de convergência para todos os canais utilizados no sistema de comunicação. O mais comum é o site.

Clique na imagem para visitar o estudo de caso do site

Este é o ambiente que antecipa a experiência do paciente. Um canal que fala a língua do profissional, que é pensado para atender as necessidades do visitante, oferece acesso rápido às informações buscadas e também facilita o contato e agendamento de consultas.

 

Use as ferramentas a seu favor

Além disso, temos duas esferas de captação que precisam ser aproveitadas ao máximo. Ambas atuam para levar o paciente ao site, mas têm suas características diferentes.

Para potencializar os resultados de busca do Google, vai ser necessário oferecer conteúdo original e de qualidade, conhecer as melhores estratégias de anúncio e saber estruturar uma campanha para chegar ao maior número de pessoas que buscam pelo serviço que você oferece.

E as redes sociais são usadas para levar informação com o intuito de favorecer a tomada de decisão. Com explicações sobre procedimentos, para quem é indicado e os benefícios que traz, é possível ilustrar na mente do consumidor o que aderir a um determinado serviço vai representar nas diversas dimensões de sua vida.

Para o cirurgião plástico Edmilson Lúcio, apostamos no vídeo, que foram compartilhados em suas redes sociais e via WhatsApp, para falar falar sobre a Rinoplastia e Volumetria.

Outro quesito muito importante também neste setor é a originalidade do profissional. Se você já tem uma carreira consolidada, experiência e muito diferenciais a oferecer, provavelmente você tem algo só seu que traz valor à sua marca, e  é isso que precisa ser mostrado.

Quando a Drª Thalia nos contactou para fazer toda a sua comunicação, logo nas primeiras entrevistas vimos que antes de ser médica, ela é uma entusiasta da saúde feminina, acredita que uma mulher com saúde tem o poder de transformar o mundo e as pessoas à sua volta. Pronto! Esse foi nosso ponto de partida, e todos os produtos transmitem isso: identidade visual, cartão de visitas, site, fotos…

Clique na imagem para ver o estudo de caso completo

 

Se você chegou até aqui, é porque sabe e sente no seu dia a dia que o mercado de saúde evoluiu e quer evoluir junto. Então vem conversar com a gente! Nós vamos analisar seus serviços e saber como trabalhar sua comunicação de uma forma legítima, que conquiste seu público e gere os resultados que você espera.

Newsletter

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.