Como evitar a queda de engajamento no Instagram e se destacar num oceano de usuários? | Verlindo

Como evitar a queda de engajamento no Instagram e se destacar num oceano de usuários?

Como evitar a queda de engajamento no Instagram e se destacar num oceano de usuários?

Image for Como evitar a queda de engajamento no Instagram e se destacar num oceano de usuários?

Navegue nos assuntos

Todo mundo está meio perdido nesse mar de informações que o Instagram se transformou. Para onde olhamos surgem “fórmulas mágicas” sobre como atravessar a maré da queda de engajamento, mas no horizonte, os resultados continuam os mesmos. Já dizemos logo, respostas prontas não existem e não há um único destino. Porém, há caminhos para melhorar o engajamento e nós queremos te mostrar. Quer aprender a navegar nesse novo oceano? Acesse o nosso blog, link na bio.

 

Introdução

De uns tempos para cá, muitas pessoas – e empresas – notaram uma queda de engajamento no Instagram. É uma situação difícil, afinal, a rede social é hoje uma das principais formas de se fazer negócios online, e, se a sua empresa não aparece para o público, as vendas e o conhecimento de marca tendem a cair.  Mas a boa notícia é que ao conhecer mais a fundo o algoritmo da plataforma e seguir algumas boas práticas é possível reverter essa situação. Conheça algumas informações essenciais que coletamos para ajudar você.

Com o crescimento de qualquer negócio, mudanças precisam acontecer e foi exatamente o caso do Instagram. Hoje vivemos na era da experiência e, por isso, o engajamento tornou-se uma das principais métricas. Vivemos em um oceano de usuários e de concorrentes, com milhões de postagens para ver a todo instante, portanto, a experiência na plataforma seria inviável, se não fosse segmentada. 

Até 2016, tudo o que era postado na rede social era entregue de maneira cronológica, ou seja, cada post aparecia para os usuários de acordo com a ordem que foram postados.  Mas o Instagram cresceu e hoje conta com mais de 1 bilhão de usuários ativos mensalmente, sendo 25 milhões de perfis empresariais. Neste novo contexto, tornou-se inviável a entrega de todas as publicações para essa imensidão de pessoas e marcas conectadas à rede. Como solução os conteúdos passaram a ser classificados para que cada usuário tenha acesso às postagens mais relevantes. Nasce assim a métrica mais importante – até o momento – da rede social, o engajamento, responsável por melhorar a experiência dos usuários e, ao mesmo tempo, garantir um maior lucro à plataforma.

 

Como funciona o tal do engajamento

Esse é um grande KPI (indicador-chave de performance) para quem trabalha com redes sociais, houve uma época que eram curtidas ou comentários, mas, cada vez mais, não são os números que importam, mas a qualidade. E engajamento é justamente isso, a métrica que demonstra o quanto aquela publicação é relevante no meio deste oceano de postagens. 

Para calcular o engajamento das suas publicações, você vai usar uma fórmula simples: (Interações da publicação x 100) / Alcance da publicação. 

Quando souber a porcentagem de engajamento da sua postagem ou do seu perfil, é a hora de analisar a taxa de engajamento. A verdade é que ela tende a ser menor, à medida que o perfil tem mais seguidores, isso se dá devido ao público heterogêneo. É por isso que contas pequenas, onde segue-se apenas família e amigos tendem a ter um alto engajamento. De maneira geral, a média de engajamento tende a ser medida da seguinte forma: 

  • Menor que 1% = engajamento baixo
  • Entre 1% e 3.5% = engajamento médio
  • Entre 3.5% e 6% =  engajamento alto
  • Mais que 6% = engajamento excelente
    • Fonte: Bume.

Conhecendo o algoritmo do Instagram

Por meio do machine learning, o algoritmo da plataforma identifica os conteúdos com os quais cada usuário engaja mais, fazendo com que estes perfis ou assuntos, se sobressaiam no meio dos demais. Entra aqui, novamente, a experiência. 

Veja a seguinte questão, digamos que nós da Verlindo e você seguimos exatamente as mesmas contas, porém, para nós, é importante estar em dia com o mercado da comunicação, por isso, sempre interagimos com perfis do ramo. Já você, apesar de também seguir esses perfis, interage mais com contas do segmento da alimentação, por exemplo. Percebe que ao abrir a rede social, as postagens que aparecerão primeiro, serão diferentes? Ou seja, mesmo que 2 pessoas sigam as mesmas contas ou tenham redes similares, os seus comportamentos e interesses são diferentes, então, os feeds serão distintos. 

Ao entrar em uma rede social você busca encontrar assuntos que o interessem, por isso o objetivo do algoritmo é mostrar, em primeiro lugar, o que julga ser mais útil para cada usuário, de acordo com os seus comportamentos, interesses e hábitos.

 

Princípios básicos do algoritmo

Já contamos que o algoritmo busca entregar ao público os conteúdos mais interessantes para cada perfil, mas, como ele faz isso? Três macro ações são levadas em consideração, sendo elas:

Temporalidade 

Não confunda o termo com a ordem cronológica, esse fator não está mais na equação, como contamos. Mas ninguém quer saber de um assunto antigo, então, o algoritmo leva em consideração a necessidade por conteúdos novos e recentes, fazendo com que a temporalidade importe. 

Engajamento 

Quanto mais alto o engajamento de uma postagem, maiores são as chances dela engajar outras pessoas, dessa forma, ela passa a ter uma prioridade de exibição, ou seja, engajamento gera mais engajamento.

Relacionamentos 

Como na vida, tendemos a nos comunicar mais com quem temos relacionamentos mais íntimos. O Instagram segue essa premissa, logo, quanto mais interações o usuário tem com uma pessoa ou marca, entende-se que maior é a proximidade, priorizando as postagens dos perfis com os quais interagimos.

 

Tive queda de engajamento, e agora?

O primeiro fator que precisamos analisar é que queda de engajamento não pode ser medida de um dia para o outro, ou em apenas um post, é preciso analisar os últimos 12 meses de publicações e avaliar se há uma tendência de queda no engajamento. Caso seja o seu caso, alguns fatores podem influenciar nesta situação, sendo eles: 

  • O Instagram recompensa ou pune os perfis de acordo com o uso que eles fazem da plataforma como um todo, por isso é preciso estar atento a diversos aspectos, afinal, o algoritmo analisa mais de 500 fatores para classificar a relevância;
  • Atente-se às novas ferramentas, ao utilizá-las, o seu perfil sai na frente. A queridinha do momento é o reels, mas lembre-se que é questão de tempo até lançarem a mais nova atração, precisando estar sempre atento às novidades;

É preciso usar todas as ferramentas, caso contrário, as publicações podem ser punidas, levando a queda de engajamento. A ideia por trás disto é garantir que o Instagram é o principal meio pelo qual a conta cria e divulga conteúdos.

 

Qual o cenário ideal de publicações? 

Existem muitas “fórmulas mágicas” espalhadas pela internet, mas a verdade é que você precisa ter constância e seguir um padrão, o seu padrão. O algoritmo identifica e premia aqueles perfis que se fixem a um padrão por muito tempo. 

Por isso, identifique os melhores horários para postagens e fixe-os, assim como dias específicos para as postagens. O importante é identificar o que dá certo para o seu negócio e se manter ao seu padrão. 

Mas, de maneira geral, algumas ações são importantes, daí surgem as “fórmulas”. São elas que nos ajudam a ter a constância que a plataforma exige. Por isso, para garantir uma boa entrega das publicações, utilizando as principais ferramentas da rede social,  é aconselhável realizar: 

  • 3 posts no feed por semana (reels e IGTV compartilhados com o feed entram nessa contagem);
  • 8 a 10 stories por semana (com preferência para pelo menos 2 stories por dia);
  • 4 a 7 reels por semana;
  • 1 a 3 IGTV semanalmente.

Cansa só de ler a quantidade de conteúdo semanal que deve ser criado, mas ninguém disse que trabalhar com rede social era simples, né?!

 

10 dicas práticas para aumentar o engajamento 

Esse é um trabalho a longo prazo e que requer boas análises durante o caminho, mas é possível realizar ações para buscar um aumento do engajamento, por isso, separamos algumas boas práticas para a rede social. 

Comece do inicio: sua bio

Essa – junto com a foto –  é a primeira impressão que o seu perfil oferece a pessoa, por isso, a bio deve ser muito clara sobre o que será encontrado ali, demonstrando o objetivo e personalidade da marca. 

Interação

Nada pior do que ficar no vácuo e para a rede social é a mesma ideia, é preciso responder comentários e mensagens de maneira rápida. Quanto mais você interagir com os seus seguidores, mais eles tenderão a interagir com o seu perfil.

Hashtag e geolocalização

São uma ótima maneira de fazer o seu post ter uma maior entregabilidade, além de possibilitar que novos seguidores te encontrem. Por isso, estude as hashtags que funcionam melhor para atingir o seu público. O principal é não ser genérico demais e não abusar na quantidade. Além disso, sempre marque o local onde a postagem ocorreu.

Lives

Elas têm o poder de aproximar a marca ao público, sendo possível tirar dúvidas e ver ao vivo o acontecimento. Além disso, as pessoas estão preferindo cada vez mais ver ao invés de ler, por exemplo, 80% das pessoas preferem assistir a uma live, do que ler um post de blog.

Sorteios

Atenção aqui porque não são todos os produtos/serviços que podem usar desta estratégia, mas se é válido para a sua marca, faça esporadicamente. Segundo uma pesquisa da Tailwind a estratégia é responsável por:
– 70% mais seguidores em comparação as contas que não o fazem;
– 64 vezes mais comentários e 3,5 mais curtidas nestas publicações;
– Dentre os posts com mais de 1.000 comentários, 91% são de sorteios.

CTA (chamada para a ação)

Se você não deixar claro ao seu público o que você quer com aquele conteúdo, as chances de que alcance o que deseja caem drasticamente. Por isso, ao criar uma legenda, fazer uma sequência de stories ou até uma live, sempre informe qual ação o usuário deve fazer. É comentar? Compartilhar? Responder à enquete? Informe para que cada vez mais pessoas realizem a ação.

Conteúdos importantes

Parece vago, afinal, todo conteúdo deve ser importante. Mas, existem conteúdos que o seu público precisa e quer saber. Entenda-os e faça postagens que geram a sensação: “nossa, que interessante, preciso lembrar disso”. É a partir disto que a maioria das postagens são salvas e compartilhadas.

Foco nos seguidores

Entenda o seu público e volte as suas ações para encantar a sua persona, assim, cada vez mais, os seus seguidores serão pessoas alinhadas a sua marca. Como falamos acima, quanto mais seguidores, menores tendem a ser as taxas de engajamento, por isso perfis pessoais pequenos, apenas com família e amigos tendem a ter alto engajamento. São pessoas que se conhecem, se conectam e engajam umas com as outras, e é exatamente essa relação próxima que a sua marca deve buscar.

Instagram Business

A própria rede social tem um site com diversas informações, dicas, análise de tendências e muito mais. Busque direto na fonte, assim entenderá cada vez mais a plataforma. Acesse aqui.

Invista

Não adianta buscar dicas rápidas e esperar resultados duradouros. Trabalhar com redes sociais é complexo e requer muito conhecimento, técnica e criatividade. Por isso, foque a sua atenção no seu negócio e entenda o que você precisa para trabalhar com redes sociais. Talvez para você a solução será um fotógrafo ou designer que irá melhorar o seu feed, talvez investir em redação irá melhorar a taxa de respostas ou talvez apenas contratar uma ferramenta será o suficiente para se organizar e padronizar as postagens. Cada um tem uma necessidade, entenda as suas e invista para crescer. 

 

Depois de tudo isso, esperamos que o engajamento na sua rede social melhore, e saiba que estamos aqui para auxiliar você nessa jornada, então, se ficou alguma dúvida, pergunte nos comentários

E, se você quiser um parceiro para gerir o conteúdo das suas redes sociais, nós estamos há mais de 10 anos encontrando diversas soluções para este problema, será um prazer auxiliar a sua marca. Conte conosco e até a próxima.

Newsletter

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.