E o e-mail marketing? Ainda funciona? | Verlindo

E o e-mail marketing? Ainda funciona?

E o e-mail marketing? Ainda funciona?

Image for E o e-mail marketing? Ainda funciona?

Navegue nos assuntos

Poucos sabem que o nosso querido e-mail já é um cinquentão. A prática surgiu como uma forma de estabelecer um relacionamento entre as pessoas e o comércio viu então a oportunidade de usá-lo também para se relacionar com clientes ou potenciais interessados, usando a tática do e-mail marketing. 

Segundo um estudo do Media Post, existem cerca de 4,3 bilhões de contas de e-mail em todo o mundo e a estimativa é de que 92% das pessoas que possuem acesso a internet utilizam esse recurso.

De lá para cá, ele já passou por muitas fases: da aclamação ao descrédito, mas na verdade, pode ser um grande aliado para o seu negócio,  já que e 72% dos consumidores preferem o e-mail como canal de comunicação para empresas. É uma ferramentas simples mas fundamental, pense bem: criar uma conta de e-mail é uma das primeiras atividades que muitos tomam ao começar a navegar na internet. Tenho certeza que você tem pelo menos uma, certo? Ele é fundamental para se cadastrar em outras plataformas, como por exemplo o Facebook ou o Instagram.  

Ultimamente o e-mail assumiu uma série de formatos diferentes. E hoje ele pode funcionar de inúmeras formas. Vamos conferir algumas?   

Qual formato de e-mail se adequa a mensagem que eu quero passar? 

Pelo fato de haver um grande fluxo de informações hoje e, consequentemente, uma concorrência significativa quando falamos de vendas, o e-mail acabou se adequando a diversos tipos de necessidade e ocasiões, como por exemplo: 

Newsletter 

Costumam abordar diversos assuntos dentro de um tema amplo e assim,  manter o destinatário envolvido com aquele tópico. Ela pode falar de um determinado serviço e consequentemente levar à compra. Se a sua marca vende cosméticos, que tal falar sobre rotina de skin care, cuidados para e pele, etc? Mostrando o porquê do seu sabonete esfoliante ser um bom investimento.

E-mails promocionais  

São muito utilizados para promover ofertas, produtos, descontos serviços digitais, divulgar novidades ou até mesmo eBooks e webinars. É uma ótima maneira de, quem sabe fidelizar os clientes, tal como dar descontos especiais para clientes que já fizeram algumas compras com você, incentivando-os a comprar cada vez mais.  

E-mails sazonais 

Servem para lembrar as pessoas que a sua marca existe. Usam as datas especiais para enviar mensagens personalizadas como em aniversários, datas comemorativas e felicitações em geral. A ideia é fazer com que seus clientes se sintam lembrados e sintam uma aproximação com a marca.

E-mails de automação para e-commerce 

Aqui o consumidor sabe que está recebendo uma informação de venda. Eles têm o papel de engajar e encorajar compras. Todo mundo já recebeu aquele e-mail “Fulano, seu produto ainda está no carrinho. Que tal finalizar a sua compra”, certo?

Agora que já conhecemos alguns tipos de e-mail , já dá para ter uma noção da sua relevância. Vamos agora falar sobre como o conteúdo desse e-mail vai contribuir para o engajamento. 

Quanto mais interessante o assunto, maior a chance de leitura

A primeira coisa que fazemos antes de decidir se vai abrir um e-mail, ler um artigo ou entrar em um site é se informar sobre o que se trata: “se é do meu interesse, eu abro.” Pensar no assunto do e-mail com a mesma dedicação com a qual tratamos a criação do conteúdo é fundamental para que a sua mensagem se destaque dentre tantas outras na caixa de entrada. Ele pode conseguir o clique que vai garantir a sua venda. 

De acordo com dados do Hubspot, a taxa de abertura dos e-mails aumenta quando o nome do destinatário aparece no título do e-mail, portanto vale a pena apostar nesse tática na hora de montar o seu.

Na prática, um bom assunto de e-mail tem verbos no imperativo, que dão a ideia de ação imediata, contém perguntas para incitar curiosidade e claro, objetividade e relação com o assunto principal da mensagem, que deve ser interessante para ao leitor, como vamos ver a seguir. 

A importância de um conteúdo que prenda o leitor 

A próxima etapa é apostar em um bom conteúdo,  que chame a atenção de quem o recebe. Coloque-se no lugar do leitor e se pergunte se você gostaria de ler aquele e-mail, se ele faz sentido e se você tomaria a ação que o e-mail pede. Se não, reorganize as ideias e escreva novamente. Passar uma mensagem clara, utilizar tópicos e um vocabulário atrativo e amigável são coisas às quais devemos ficar atentos.   

Definir o perfil do seu cliente também vai te ajudar. Em casos de e-mails enviados em massa, garanta que os destinatários tenham algum interesse ou característica em comum e que o seu e-mail irá ser relevante para todos eles. 

Além disso, muitas das ferramentas de e-mail permitem que você use de maneira automatizada o nome do destinatário. Isso gera um sentimento de familiaridade e como já vimos anteriormente, essa é uma das receitas para se ter sucesso nas vendas online. 

Mas cuidado: não envie mensagens excessivamente. Isso tira a credibilidade da sua informação e pode cansar o destinatário. 

Garantindo o clique final

Agora que você já conseguiu a atenção do seu cliente, cabe a você ditar o próximo passo que ele deve tomar. É hora de explicar para ele o objetivo final do conteúdo que você enviou, e é aí que entram os famosos call-to-actions, ou simplesmente CTA’s. Ele precisa ser claro e direcionar o leitor para o seu produto ou serviço, como: “Compre já” “Garanta já o seu” etc. 

Em resumo, ao contrário do que se pensava, vimos que e-mail marketing é uma ótima estratégia de captação e até mesmo fidelização de clientes. Seja qual for o seu objetivo,  para não acabar na caixa de spam, é importante seguir boas práticas e otimizar a sua comunicação, mantendo o toque humano que passe confiança e faça o cliente se sentir importante.

Quer ler um pouco mais sobre o e-mail marketing? Separamos alguns artigos para você:

Newsletter

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.